04 março 2009

Brevemente, Oscar 2008

Berenice preferiu o resultado do Oscar de 2008, mas enfim, é o Oscar. Rápidas impressões de quem não quer mais perder muito tempo com os poucos filmes assistidos com alguma indicação ao Oscar deste ano:


Quem Quer Ser um Milionário? (Slumdog Millionaire, Danny Boyle, 2008, EUA/ Inglaterra). Um roteiro menos absurdo para um diretor mediano, por favor.





Milk - A Voz da Igualdade (Milk, Gus Van Sant, 2008, EUA). Van Sant deve saber que Milk não é um de seus melhores filmes, embora seja um trabalho para o qual não abre muito a mão de suas marcas cinematográficas. A estatueta a Sean Penn o conforta pela derrota para Danny Boyle.



O Leitor (The Reader, Stephen Daldry, 2008, EUA/ Alemanha).
Acho que O Leitor tem o ruim de As Horas e o bom de Billy Elliot. O resultado é um drama insosso que se perde ao longo das mudanças do roteiro. Cenas bonitas esteticamente não bastam, mas não se pode desconsiderar a interpretação de Kate Winslet.



O Curioso Caso de Benjamin Button (The Curious Case of Benjamin Button, David Fincher, 2008, EUA).
Deve ser a minha implicância com adaptações de textos metafóricos, como com Ensaio Sobre a Cegueira: a história parece valer mais do que o filme.




A Troca (Changeling, Clin Eastwood, 2008, EUA).Um filme tem certa visibilidade para Hollywood a ponto de indicar Angelina Jolie ao Oscar de Melhor Atriz, certo? Sendo assim, o porquê de o longa de Clint não ser ao menos indicado ao de melhor filme é a dúvida que fica ao final da sessão.



Foi Apenas um Sonho (Revolutionary Road, Sam Mendes, 2008, EUA). Há um certo receio de assistir ao casal Titanic desta vez em um filme do mesmo diretor de Beleza Americana. Para um espectador sem muitas expectativas, o filme até que surpreende.


O Lutador (The Wrestler, Darren Aronofsky, 2008, França/ EUA). O maior mérito do filme está na união do contraste da sensibilidade escorrer aos montes de um enredo aparentemente bruto e seco.




Batman - O Cavaleiro das Trevas (The Dark Night, Christopher Nolan, 2008, EUA). Filme aclamado, ator aclamado e homenagens póstumas não iam realmente impedir a estatueta Melhor Ator Coadjuvante de ir para a família emocionada de Heath Ledger.







Trovão Tropical (Tropic Thunder, Ben Stiller, 2008, EUA/Alemanha). Hum... é... tipo... eu vi esse filme? Entre bocejos e cochilos, dá para ver umas cenas de deboche bacaninhas de Ben Stiller com Robert Downey Jr. e Jack Black.




Vicky Cristina Barcelona (Vicky Cristina Barcelona, Woody Allen, 2008, EUA). Fácil reconhecer também que não é de seus melhores, mas Allen soube divertir plateias com cenas tonificadas pela personagem de Penélope Cruz, principalmente. Barcelona...



Wall-E (Wall- E, Andrew Stanton, 2008, EUA). Incrivelmente bom com elementos de fábula e doses de reflexão. Talvez seja demais para crianças que vão apontar para Kung Fu Panda (Kung Fu Panda, Mark Osborne e John Stevenson, 2008, EUA) e pedir sacos de pipoca.

2 Expressões:

Evelyn Petraglia disse...

Li tb! ;)

Bjoos

olavocunha disse...

Eu gosto de "O Leitor"!!! Na verdade tenho dó dos personagens, por isso não posso falar mal do filme deles...dela principalmente coitada! até morreu no final!!!:(
Monikeee seja mais humana!!hahaha